REFRIGERADOR GORENJE SWAROVSKI ELEMENT.

A Center Garbin expõe em seu showroom o famoso refrigerador da Gorenje.

ASTON MARTIN CONVOCA TOM BRADY PARA NOVA COLABORAÇÃO.

O nome de Tom Brady tem sido um dos mais comentados dentro e fora de campo após vencer um dos mais emocionantes jogos do Superbowl..

HARRODS TRAZ ÁGUA LUXUOSA VINDA DE ICEBERG NORUEGUÊS.

Você gostaria de experimentar uma água pura vinda de um iceberg derretido?

LOUIS VUITTON É NOMEADA MAIS UMA VEZ A MARCA DE LUXO MAIS VALIOSA DO MUNDO.

A Louis Vuitton pelo décimo ano seguido é a marca de luxo mais valiosa do mundo.

HERMÈS CONTA A HISTÓRIA DE SEUS PERFUMES COM 8 NOVOS PERFUMES.

A Hermès lançou uma coleção de oito perfumes exclusivamente artesanal que narra toda a história de suas fragrâncias anteriores.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Brasília é o cenário da campanha do novo Flower by Kenzo L’Elixir.

Mantendo-se fiel a linha Flower by Kenzo, a nova fragrância da linha continua feminina, poderosa e sensual com um toque doce.
O Flowe by Kenzo L’Elixir foi desenvolvido pelo perfumista Alberto Morillas e abre com notas de framboesa, tangerina, essência de rosa búlgara, flor de laranjeira, aromas de baunilha Bourbon e praline.
O destaque desta fragrância vem da rosa da Bulgária que revela um aroma único a cada colheita, o que deixa a assinatura do perfume instantaneamente reconhecível, rica e complexa.

O frasco desenhado por Serge Mansau segue a linha e vem em um vermelho escuro com as flores de papoula coloridas. Para a campanha, Patrick Guedji diretor de criação da Kenzo Parfums, escolheu as curvas projetadas por Oscar Niemeyer para o Congresso Nacional em Brasília como cenário, que combinaram perfeitamente com a fragrância e foi estrelada pela modelo chinesa Ming Xi.

Sophia Loren estrela campanha do seu batom para a Dolce & Gabbana

Ícone mundial de beleza e sofisticação, Sophia Loren acaba de ser homenageada pela Dolce & Gabbana com o seu novo batom, chamado de Sophia Loren Nº1.
E para o lançamento da campanha, a estrela italiana empresta toda a sua beleza com jóias e um vestido de renda preta Dolce & Gabbana. O Sophia Loren Nº 1 foi desenvolvido juntamente com Sophia e apresenta um vermelho cereja brilhante.

Em um comunicado a imprensa, a grife declara: “Sophia Loren Nº1 é a nossa forma de dizer ‘Obrigado Sophia!’. ‘Obrigado por seu beleza, obrigado por seu um ícone do cinema e de beleza italiana’”.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Paris by Chanel.

Cinco números. Chanel Paris.
Número 1: Rue Cambon.
Mergulhe de cabeça na Rue Cambon, sinônimo da Chanel e caminhe pelo número 21, onde tudo começou em 1910, quando Gabrielle Chanel abriu sua chapelaria, depois pela 29, 25, 23, 27 e agora 19, onde temporada após temporada as coleções de Karl Lagerfeld são apresentadas. Finalmente entre o número 31, endereço de uma vida. Suba os degraus por onde tantos clientes e celebridades já passaram. Coco cobriu as paredes de espelhos, arrumou tudo de forma que seus designs se multiplicassem infinitamente e seu legado fosse refletido para sempre. Sente no topo da escada, o local estratégico no qual Mademoiselle, escondida observava a apresentação de suas coleções. Desça aos salões do primeiro andar. Até 1971, jovens da alta sociedade eram modelos nessas salas. Hoje em dia, somente celebridades e clientes de alta costura fazem as provas de roupa nesse palácio branco, bege e preto projetado por Karl Lagerfeld.
Conheça o santuário: o atelier. Aqui ela fez e refez seus designs diretamente sobre as modelos. Cigarro na boca, tesoura ao redor do pescoço e alfinetes na mão. Para criar as coleções de amanhã, Karl Lagerfeld remodelou o espaço. Piso em madeira tipo Versailles forrado com folhas prateadas, janelas cobertas com organdi, paredes brancas cobertas por croquis. Alcance os dois últimos andares, onde as costureiras chefes e as modelistas, todas de aventais brancos, dão vida aos croquis.
Número 2: O apartamento.
Deixe a sobriedade do preto e branco dos salões de lado e mergulhe no mundo barroco do apartamento de mademoiselle de onde parece que ela acabou de sair. Hall de entrada, estúdio, sala, sala de jantar, nenhum quarto. Um caos harmônico onde cada objeto revela as inspirações de Gabrielle Chanel sem divulgar seus segredos. Telas em laca Coromandel, espelhos octagonais, um candelabro adornado com camélias o “5” e o “2” e o monograma com “CC” duplo, ramos de trigo estilizados. Budas, leões, estatuas da Virgem Maria e Afrodite, que velam eternamente por ela.
Número 3: O Ritz.
Hospede-se no Ritz, onde Gabrielle Chanel foi morar em 1937. Primeiro em uma suíte com vista para a Place Vendôme, depois em dois quartos com vista para a Rue Cambon. Aqui ela veio a falecer em uma noite de janeiro de 1971.
Número 4: Place Vendôme, nº 18.
Abra a porta do Hotel Cressart, o qual foi inteiramente renovado pela Maison Chanel em 1997 para abrigar suas coleções de alta joalheira. Ela foi a primeira mulher e a primeira estilista a pisar nesse mundo de opulência, onde seu nome ainda perdura. O Placa Vendôme.
Número 5: O Grand Palais.

Contemple o monumental teatro dos desfiles da Chanel. O Grand Palais. Sob sua imponente cúpula, cenários mágicos fazem de cada coleção uma revolução. Uma floresta de carvalhos e pinheiros, um leão veneziano de 12 metros de altura, um riacho gélido, um enorme jardim francês pontuado por fontes ou como um set de filmagem, a Rue Cambon perfeitamente recriada. Com Karl Lagerfeld, a moda conquista o mundo e Paris permanece eternamente iluminada por Chanel. 
Fonte: Chanel

The Blue Moon Diamond será vendido por US$ 55 milhões em Leilão da Sotherby em Genebra.

Um diamante azul descoberto na África do Sul em janeiro do ano passado pesando 12.03 quilates pode ser vendido por o valor recorde de US$ 55 milhões em Leilão da Sotheby em novembro.
The Blue Moon Diamond como ficou conhecido, será exposto em Hong Kong, Londres e Nova York antes da sua provável compra no Leilão em Genebra no dia 11 de novembro.
De acordo com David Bennett, diretor da divisão de jóias internacionais da Sotheby, “ The Blue Moon Diamond é uma pedra simplesmente sensacional de cor perfeita e pureza e ainda acrescentou a imensa comoção que se seguiu a descoberta da pedra. O Instituto Gemológico da América declarou previamente que o Blue Moon não possui falhas internas e foi categorizado como um diamante azul vívido e extravagante, além de ser a maior pedra em formado de almofada que já apareceu em um leilão.
A Sotherby colocou seu preço de venda estimado entre US$ 35 milhões até US$ 55 milhões que no ponto mais alto, marcaria um recorde para qualquer venda de diamantes.
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial