quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Aumento do Franco Suíço pode causar crise no setor da alta relojoaria suíça.

Na semana passada o Banco Central da Suíça, o SNB decidiu eliminar a taxa de câmbio mínima, reduziu as taxas de depósitos e causou uma grande movimentação na política monetária, preocupando assim um dos maiores conglomerados de luxo do mundo, que tomou medidas para tentar sobreviver ao “tsunami” que esta prestes a varrer a Suíça. A valorização do franco suíço em até 30% fez a Richemont anunciar que a Cartier vai aumentar os preços dos relógios e jóias em 5% na zona do euro para limitar os danos as suas margens. A Cartier é responsável por cerca de 60% dos lucros do grupo que também contam marcas como: Van Cleef & Arpels, Montblanc, Vacheron Constantin, Jaeger-LeCoultre e Piaget. O aumento da moeda pode causar uma pressão significativa nos custos do conglomerado, já que se estima que cerca de metade dos custos totais do grupo estão em francos suíços.

Stanislas de Quercize, o Chefe executivo da Cartier não descarta novos aumentos de preços no futuro, porém, esta confiante sobre o desempenho da Cartier em 2015, em parte graças ao lançamento de novos produtos e também pelo aumento da demanda européia. Na última quarta feira, a Cartier apresentou em uma feira de relógios em Genebra, a nova coleção Ballon Bleu chamado de Clé, o modelo com novos case redondos, números romanos e movimentos automáticos, foram avaliados entre 13.000 a 825.000 euros. Quercize afirmou que a nova coleção foi bem recebida, dando a entender que iria impulsionar as vendas em 2015. As receitas de relógios da Cartier foram duramente atingidas pela unidade de anti-corrupção da China e da falta de novos modelos e isso acabou preocupando alguns investidores. Outras empresas do grupo também estão com o sinal de alerta acionados e estão estudando medidas para que seus negócios não sejam prejudicados pela política econômica. A indústria de luxo esta passando por um período de volatilidade, mas espera-se que o ano de 2015 atinja as expectativas planejadas. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: