sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A relação entre consumidor e preço.

Larissa Salomão - consultora analítica da Nielsen

Você conhece o consumidor brasileiro? Sabe por quais caminhos atravessa seu comportamento na hora de comprar? Por mais que não imaginamos, hábitos que parecem ter ficado lá trás ainda prevalecem e são determinantes na relação compra e venda.
Levantamentos da Nielsen apontam que, ainda hoje, 49% da população declara levar uma lista de compras para o supermercado. O que deixa claro que os consumidores são planejados, sendo que esse grau de planejamento sugere uma diminuição das compras por impulso.
Além disso, o consumidor brasileiro é muito sensível a mudanças de preço. Essa elasticidade de preço demonstra que, em média, um aumento de preço gera uma redução significa do volume de vendas.
E o que deveria ser considerado pelos fabricantes para determinar os preços?
Um ponto importante é a sensibilidade de preço de cada produto, isso está relacionado ao quanto um aumento de preço interfere nas vendas. E diversos são os fatores que influenciam essa sensibilidade. Um deles é a alta frequência de compra. Ao comprar o mesmo produto em todas as viagens de compra, o consumidor tende a conhecer o preço deste produto e mudanças de centavos já podem ser percebidas, dependendo da essencialidade da categoria.
Outro fator é a possibilidade de troca fácil por parte do consumidor, ou seja, se um produto tem muitos substitutos ou produtos concorrentes isso significa mais opções para o consumidor mudar sua escolha em função de uma alteração no preço.
Brasil X América Latina
É sabido que o brasileiro é o mais preocupado com o planejamento de compra, estando acima da média da América Latina, preocupação esta que se reflete diretamente na decisão do consumidor quanto ao fator preço.
Isso porque o Brasil tem a maior elasticidade de preços em diversas categorias, como a de alimentos, por exemplo, o que gera grande impacto tanto para quem vende quanto para quem compra.
Desta forma, essas são características importantes a serem consideradas por um fabricante para desenvolver boas estratégias aqui no Brasil.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: