sexta-feira, 17 de agosto de 2012

O crescimento do Canal Farma

Por @nielsenbr
Há algum tempo os leitores encontram notícias positivas nos jornais sobre o atual cenário de consumo no Brasil. Não é atoa que o país ocupa o sétimo lugar no ranking mundial sobre Confiança do Consumidor, segundo pesquisas realizadas pela Nielsen.
Alguns fatores impulsionam essa ascensão como o incentivo do governo ao consumo interno, aumento da oferta de emprego formal, crescimento da expectativa de vida e maior presença da mulher no mercado de trabalho.
Esses mesmos fatores estimularam o bom desempenho dos canais de venda. Em 2011, a Nielsen Brasil apurou que as Drogarias venderam três vezes mais do que a média de todos os canais auditados. O crescimento desse canal se deve a convergência de vários impulsionadores que estão transformando o comportamento de compra do brasileiro.
Vale lembrar que esses impulsionadores que regem a conduta do consumidor são: bem estar, praticidade, sofisticação e indulgência. Essas quatro forças são válidas nas Drogarias, especialmente para o público feminino. "A maior presença das mulheres no mercado de trabalho, mais informadas, exigência", relata Olegário Araújo, diretor de atendimento ao varejo na Nielsen Brasil. 
As principais forças atuantes na conduta do consumidor (citadas anteriormente) têm papéis específicos nas drogarias. O primeiro fator está relacionado à saúde e à estética; o segundo apresenta um leque de produtos dentro do canal que tornem a vida do consumidor mais prática, assim como a conveniência para realizar suas compras; a sofisticação tem relação com o fato de apresentar itens com valor agregado; e por último, a indulgência, permite que o shopper se presenteie com produtos diferentes.
Segundo Araújo, a tendência deve se manter nos próximos anos. "Uma vez que as forças que impulsionam transformações no comportamento do consumidor continuarão nos anos seguintes, o crescimento das Drogarias também se manterá", afirma o executivo. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: