terça-feira, 6 de setembro de 2011

Fisker Karma uni esportividade e luxo com uma imagem sustentável.

O Fisker Karma chega para provar que um modelo elétrico não precisa necessariamente ter cara de carrinho de brinquedo. Este esportivo luxuoso é uma criação da Fisker Automotive, uma empresa sediada na Califórnia por totalmente elétrico com a dirigibilidade de um carro convencional.

Com uma autonomia de 480km, este esportivo pode ser carregado em menos de seis horas em qualquer tomada (110, 220 ou 240 volts) e atinge de 0-100 km/h em apenas 5,9 segundos e uma velocidade máxima de 200km/h, tudo isso graças aos seus dois motores elétrico e um motor de 260 HP Ecotec 2.0 litros a gasolina com injeção direta turbo que aciona um gerador de 175kW que combinados com os motores elétricos geram 403 cv de potência.

O design do Karma evidencia e reforça o seu espírito sustentável. Um sedan com aparência de coupe se destaca pelas linhas longas de seu capô e sua traseira curta, seu teto baixo e pára-lamas com grandes entradas de ar, que deixam o esportivo com cara de malvado. Suas rodas em alumínio e a madeira utilizada no painel podem ser recicladas. Um painel solar foi instalado no teto do esportivo que fornece 100 por cento de energia limpa através da capitação da energia solar e transformando em eletricidade.

O interior foi inspirado nas dunas de areia movediça do deserto, metal e vidro foram utilizados para dar profundidade e clareza e a madeira no painel foi recuperada de incêndios florentais na Califórnia. Embutido no console central, uma tela de 10,2 polegadas touch-screen armazena as principais funções de áudio, navegação, climatização e outros sistemas do veiculo que pela sua resposta rápida permite aos condutores confirmar os comandos sem tirar os olhos da estrada.

A Fisker Automotive já tem 3.000 encomendas para o esportivo, que será vendido por US$ 100.000. O ator Leonardo DiCaprio já encomendou o seu e será primeira pessoa a ter este super esportivo na garagem!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: