quarta-feira, 13 de julho de 2011

Luanda é a cidade mais cara do mundo para os estrangeiros.

Quem diria a 10 anos que Luanda seria considerada pelo segundo ano consecutivo, a cidade mais cara do mundo para os estrangeiros. O país devastado pela guerra civil que durou 30 anos redescobriu o consumo e a expansão em ritmo acelerado e deu uma revira-volta com a ajuda do boom do petróleo.

Ser considerada a cidade mais cara do mundo tem seus prós e contras. O seu fantástico crescimento econômico anda lado a lado com a pobreza que ainda paira por lá. Condomínios residenciais de alto padrão e carros importados contrastam com as construções decadentes (lembranças da guerra), transito caótico e o transporte público precário. O resultado não poderia ser diferente, o custo de vida por lá é muito além do que consideramos normal e através da pesquisa produzida pela Mercer com 214 cidades no mundo acabou dando o titulo a cidade.  
O relatório compara os custos de mais de 200 itens como habitação, alimentação, transporte e entretenimento, utilizando a cidade de Nova York como referência que ocupa a 32ª posição no ranking.
Entre as 10 primeiras posições ainda encontramos:
2ª posição: Tóquio / Japão.
3ª posição: N'Djamena / Chade.
4ª posição: Moscou / Rússia.
5ª posição: Genebra / Suíça.
6ª posição: Osaka / Japão.
7ª posição: Zurique / Suíça.
8ª posição: Cingapura / Cingapura
9ª posição: Hong Kong / Hong Kong
10ª posição: São Paulo / Brasil.
Além de São Paulo, o Brasil possui mais duas cidades entre as 50 primeiras posições. O Rio de Janeiro subiu 17 postos e agora é a 12ª do ranking. Já Brasília que ocupava a 77ª posição no ano passado, por pouco não pegou o lugar de Nova York e está na 33ª posição.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: